Assine o Feed

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Review: Seiken no Blacksmith



Leandro Nisishima


Grandes batalhas...

A primeira vista Seiken no Blacksmith pode parecer um game de RPG em formato anime. E de fato, o título é quase isso. Por outro lado, não posso deixar de dizer que a série passa longe de ter um enredo fantástico e bem amarrado como os grandes nomes do gênero, e nesse caso é impossível não lembrar de Final Fantasy, Star Ocean, a série Tales of e tantos outros grandes nomes dos RPGs. Todos os elementos (ou se preferirem, os clichês) presentes nos grandes e pequenos games do gênero se fazem presentes no anime, porém com um ar a mais de fanservice. A quantidade é pequena e aparece em momentos isolados, mas a própria protagonista Cecily já é uma espécie de fanservice ambulante graças ao visual da sua armadura.

Não que o fanservice em si estrague o anime, afinal, como bem dito, é em quantidade pequena e em determinados momentos rende boas piadas. O grande problema está na inconsistência do enredo e na sensação de vazio que ele passa. A história está centralizada em Cecily Campbell, uma guerreira provinda de uma grande família famosa em sua cidade. No início Cecily conhece Luke Ainsworth, que a salva de um monstro. Cecily fica impressionada com a técnica de espada de Luke, bem como com a sua fiel Katana (espada japonesa), totalmente diferente das outras espadas (que são todas baseadas no visual europeu).

Com esse início simples, aos poucos Seiken vai revelando o seu enredo, e a história segue sendo centralizada em Cecily, mas percebemos que Luke e a sua ajudante Lisa, vão aos poucos ganhando espaço. Chegará um determinado momento em que novos personagens serão introduzidos a trama, e boa parte deles estão ligados as chamadas espadas demoníacas, que são o grande ponto central do enredo como um todo. O grande problema nisso tudo é que ao longo desses doze episódios pouco se fala sobre o universo do anime, há um enfoque exagerado nessas sagradas espadas, que no fim terão pouca presença.

E no caso de Seiken, os clichês básicos de games de RPG só servem para piorar a trama, pois não há um tema central na obra como um todo. E isso acaba tornando o anime totalmente sem nexo e rumo. As únicas personagens mais carismáticas são Lisa e Aria, já que Luke é o típico guerreiro caladão e tímido, e Cecily a guerreira que não foge à luta. O elenco secundário não ajuda muito, já que se faz pouco presente. E a menos nessa primeira parte (pelos eventos finais teremos uma segunda temporada), o anime é até mesmo ausente de um grande vilão que possa a menos captar a atenção de quem assiste.

O que salva o anime são os combates que vez ou outra acontecem ao longo dos episódios. As animações em grande parte são fluídas e entregam ação na medida certa, que ajudam a quebrar os momentos maçantes de conversa que nunca levam a história para caminho algum. A trilha sonora também possui determinadas faixas marcantes, sobretudo os temas de batalha, e talvez essa seja uma das poucas coisas que Seiken herdou de bom dos grandes RPGs. Caso realmente tenha uma segunda temporada espero que revelem mais detalhes sobre o universo e alguns personagens, afinal nenhum grande game ou anime no estilo consegue ser bem sucedido num ambiente limitado a poucas personagens e uma única cidade.


e algumas magias: pena que seja só isso

Nota: 5,0 - Apesar do início aparentar que teremos uma grande história de RPG cercada de fantasia, magias lindas e personagens carismáticos, Seiken acaba se limitando apenas aos clichês básico, possuindo somente a parte técnica aceitável.
Share this post
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...

3 comentários

  1. Achei que cinco ficou uma nota exagerada. Como comentei no meu post sobre as primeiras impressões do anime, Seiken no Blacksmith com certeza é uma grande reunião de clichês. Mas uma reunião simpática, com uma animação espetacular, boa trilha sonora e ótimas cenas de luta.

    Acredito que a série merece um 7, principalmente pois desde o começo deixa claro que o seu foco não será o enredo (afinal, nem sequer saem daquela "cidade"), e sim as cenas de ação, o que é feito muito bem.

    Acredito que ao que foi proposto, Seiken no Blacksmith conseguiu ir muito bem.

    ResponderExcluir
  2. Acho que vocês exageraram muito nos defeitos, não vi tanto fan service, muito menos tanto clichê, clichê é algo refutavel, já que quanto mais experiencia você tem no âmbito, mais clichês você consegue destinguir. Existem milhares de obras já criadas nessa mesma área, é difícil ficar totalmente diferente e não usar clichês, por isso, acho que clichê não serve como critério de avaliação para nada. A estoria é ótima, bem intrigante, só lamento por ter apenas 12 episódios, o que torno o animel uma correria, pulando partes que poderia ser melhores exploradas, e ficando sem o fim definitivo/solução do problema. O qual todos esperam mas não acontece.

    Você está sendo muito cético e critico. Esse animê é ótimo comparado com as merdas que estão sendo criadas hoje em dia.

    ResponderExcluir
  3. Esse anime e altamente exploravel se fizeram uma primeira temporada cheia de ''falhas''(coisa q nao acho) é justamente pra aguçar a curiosidade na segunda (se ouver), os animes andam tao complexos q jegam a ser fracos e sem recursos (de adianta tanta historia se metade delas nao interessa..),os personagens, a historia tem q ser simples e objetiva(ja era)... os desenhos objetivos sao os melhores embora eu goste de de coisas nada onbjetivas como school rumble, rosario vampire, e rainbow (srsr, rainbow) em fim é um dos animes de categoria B esacala de 1 a 10 é 7 ( pois 10 e so yuyu hakusho e death note e DBZ é 9 e olha lá naruto e bleach é 8)entao esse anime ta bom do geitim q ta se melhora estraga!!!e torço pra uma 2 temporada!!!sayonata Sayonara Zetsubou Otakus

    ResponderExcluir

:) :-) :)) =)) :( :-( :(( :d :-d @-) :p :o :>) (o) [-( :-? (p) :-s (m) 8-) :-t :-b b-( :-# =p~ :-$ (b) (f) x-) (k) (h) (c) cheer

 
© Kotatsu Shinbun
Designed by BlogThietKe Cooperated with Duy Pham
Released under Creative Commons 3.0 CC BY-NC 3.0
Posts RSSComments RSS
Back to top