Assine o Feed

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Em pauta: Popularidade e fatores culturais


Algo que certamente deve incomodar muitas pessoas aqui no Brasil é o fato de determinadas séries fazerem sucesso no Japão, sem parecerem ter nada de especial. A realidade é que embora em determinados casos a qualidade seja sofrível, esses títulos tem um ou outro ponto em especial, que agrada bastante os japoneses. Na maioria das vezes essa incompreensibilidade por parte nossa está ligada a fatores culturais.

Popularidade é uma palavra que pode ser definida como aquilo que várias pessoas de um determinado país gostam. E para unir essas pessoas, é óbvio que uma obra contendo os pensamentos e as crenças mais difundidas no país tem maiores chances de sucesso, do que outra que não as usa.

Fatores culturais influenciam diretamente a produção de animes, por isso é muito mais fácil encontrar séries onde o protagonista usa uma espada como arma, do que uma pistola ou metralhadora. Isso pode ser explicado pela própria cultura japonesa tradicional, centrada na figura dos samurais.


O sucesso de Da Capo vem não somente pelo fato de ser um bishoujo.

Contudo, esse certamente é um dos exemplos mais clássicos, existem diversos outros que certamente poucos imaginariam. Por exemplo, Da Capo é uma série de Visual Novel e anime de grande sucesso no Japão. Para muitos, o sucesso do título advém do fato de ser um harém genérico, com garotas bonitinhas e histórias contagiantes. É verdade que os bishoujos tem popularidade por lá, porém nem todos fazem o sucesso de Da Capo e isso pode ser explicado apenas lendo a sinopse do anime.


Sakura ao lado da cerejeira mágica de Hatsunejima.

O enredo acontece na ilha de Hatsunejima, contando a história de uma cerejeira mágica, com o poder de realizar os desejos mais fortes das pessoas. Para quem conhece o mínimo de história e cultura japonesa, sabe que a cerejeira é a flor símbolo do Japão, bem como, os japoneses tem uma fixação enorme por ela. Isso tanto é verdade, que na primavera (época de florescimento das cerejeiras) os japoneses se reúnem no parque apenas para ver o nascimento delas. Dito isso, é bastante óbvio o sucesso de Da Capo. Poucos animes fazem uso de uma cerejeira como um dos pontos centrais da história.


Sailor Moon possui heroínas bem ao gosto dos japoneses.

Outro exemplo provém de um anime de enorme sucesso no mundo, Sailor Moon. A idéia por traz da série coloca cinco heroínas que lutam pela justiça. Até aí nada demais, contudo, basta ver o perfil das personagens e notar que cada uma delas tem uma personalidade muito admirada pelos homens japoneses. Isso sem falar do fato de todas lutarem em nome da princesa, o que seria uma referência indireta à família imperial japonesa.


Pokémon: exemplo de mania passageira no Brasil, e
de sucesso duradouro no Japão
.

Existem diversos exemplos que podem explicar os motivos que levam determinadas séries ou gêneros a serem populares no Japão, e isso varia entre aspectos da cultura tradicional e moderna do país. Alguns certamente se espantam com a longevidade de Pokémon, correto? Diferente daqui a série passou longe de ser uma moda passageira e continua firme e forte. O pensamento das crianças japonesas é diferente das brasileiras.


Pokémon ainda hoje é um sucesso entre as crianças japonesas.

No Brasil muitos viam Pokémon pelo lado da competição e disputa. Quem aqui nunca se irritou com o fato do Ash não evoluir os seus Pokémons? Porém, poucos vêem isso como problema no Japão. O pensamento deles é diferente e eles preferem mais esse lado de amizade com os monstrinhos, do que as disputas em si. Parte disso está ligado as idéias por trás da religião xintoísta que prega um equilíbrio com a natureza, e consequentemente os animais, da qual o título em questão se inspira bastante.


Personagens "kawaii" são carismáticas e não infantis, segundo os japoneses.

E repararam que muitos animes tem personagens e bichos de estimação "kawaii"? No Brasil isso é considerado coisa de criança, homossexual, emo ou qualquer outro adjetivo, porém para os japoneses, personagens desse tipo não são infantis, e sim carismáticos. E isso não serve apenas para explicar o sucesso de séries como Hidamari Sketch, Lucky Star, Azumanga Daioh, Sketchbook e outros, como também explicam o porquê de diversos cartazes e avisos no Japão usarem desenhos com personagens caricatos.

Existem também diversos padrões de comportamento que podem ser detectados num gênero específico, como é o caso dos slice of lifes. Para muitos é incompreensível o fato de animes cotidianos, parados e com mensagens indiretas e sublimares fazerem tanto sucesso no Japão. Porém, boa parte das idéias se encaixa bem no padrão de um japonês típico dos dias atuais. Mensagens indiretas sempre fizeram parte do cotidiano deles, pois os japoneses preferem se comunicar mais de forma indireta do que direta. Muitos fazem isso, para não desagradar as outras pessoas.

Outro ponto é que cotidiano é outra palavra muito ligada a eles. Todos nós temos um, mas a etiqueta japonesa sempre prega uma vida social harmoniosa e sem conflitos. Ser esse tipo de pessoa na sociedade é algo bem visto e o que muitos silce of lifes fazem é justamente mostrar relações harmoniosas entre as pessoas, alguns até entrando em algo utópico como é o caso da série ARIA.

Enfim, poderia citar diversos outros exemplos, mas perderia tempo demais. Acredito que já deu para entender a idéia dessa coluna. Alguns sempre me perguntam como slice of lifes fazem sucesso no Japão, no entanto, nenhum deles parou para pensar o porquê. Costumo ficar um pouco triste com o fato das pessoas ignorarem que animes também tem mensagens para passar. Além disso, por serem feitos por pessoas, obviamente contém idéias e pensamentos delas próprias. E vindos de outra nação é até comum estarem ligadas a cultura deles.

É preciso apenas levar em consideração que não se trata apenas daquilo popular por aqui, como os samurais, taiko, gueixas, família imperial, entre outros. Essas referências existem, mas algumas são extremamente ligadas ao cotidiano deles, e é difícil saber disso apenas lendo livros. Acho interessante ter isso em mente e levar em consideração, pois isso certamente enriquecerá a sua experiência quando assistir animes e, por que não dizer, a sua experiência de vida também, já que animes transmitem parte da cultura japonesa.


ARIA, o principal exemplo de anime slice of life.

E claro, acredito que isso vale para qualquer outro tipo de entretenimento ou cultura, seja filmes, músicas, jogos, livros, programas de televisão, novelas, entre outros. Tentar enxergar sobre os olhos de um determinado povo é certamente um bom caminho para crescer como pessoa, isso sem contar o fato de que certas coisas aparentemente restritas a um povo se mostram universais, como é o caso dos pequenos contos de ARIA, Sketchbook e muitos outros slice of lifes.

Para encerrar devo voltar com um novo texto na edição de estréia do Kotatsu Shinbum, até lá vou pensar num novo assunto. Mas fiquem à vontade para dar sugestões de temas.
Share this post
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...

5 comentários

  1. Interessante a matéria, eu venho acompanhando o subete animes a pouco tempo e a partir dele venho me interessando mais pelos animes do gênero "slice of life". Antes eu tinha um certo preconceito achando que eram apenas animes de garotinhas bonitinhas e fan service.

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Olha só, saiu o blog então. O 3T comentou sobre ele uma vez, tinha até esquecido. Ficou interessante =D

    ResponderExcluir
  3. Muito legal, é bom as vezes ganhar um conhecimento novo sobre essas coisas que poucas pessoas entendem (até eu só parei pra pensar agora sobre isso.), niponjin's e brasileiros, não importando se são descendentes de nipponjin's, são realmente diferentes.
    Muito bom mesmo, espero que escrevam mais sobre a Cultura e os Costumes de lá.
    Falouss.

    ResponderExcluir
  4. Perfeito falar dos fatores culturais nos animes! É uma coisa que não se fala muito a respeito! Adorei, cara! ^^v


    ~Israel_MangáMan~

    ResponderExcluir
  5. Muito interessante a matéria. Nunca parei para pensar nesse assunto porque eu gosto de slices of life. Foi muito legal saber um pouco mais sobre a cultura japonesa e sua relação com os animes.

    ResponderExcluir

:) :-) :)) =)) :( :-( :(( :d :-d @-) :p :o :>) (o) [-( :-? (p) :-s (m) 8-) :-t :-b b-( :-# =p~ :-$ (b) (f) x-) (k) (h) (c) cheer

 
© Kotatsu Shinbun
Designed by BlogThietKe Cooperated with Duy Pham
Released under Creative Commons 3.0 CC BY-NC 3.0
Posts RSSComments RSS
Back to top