Assine o Feed

sábado, 4 de abril de 2009

Characters: Estrangeiros

Nem só de estudantes japoneses vivem os animes. Vez ou outra um estrangeiro "intruso" dá as caras no colégio. Apesar de na maioria das vezes serem representados de forma clichê, ainda rendem boas risadas do espectador.
Desde americanos, passando por ingleses, franceses, alemães, essa variedade garante um elenco mais carismático, e por que não dizer, cosmopolita ao anime em questão. Inclusive, nos últimos anos tem se tornado moda colocar estudantes estrangeiros ao lado dos japoneses. Vários títulos já fizeram isso, e o intuito dessa matéria é a de apresentar alguns deles.


Anna Coppola - Ichigo Mashimaro
Anna é uma estrangeira vinda diretamente da Inglaterra. Ao contrário de estudantes como Kate e Patricia que falam um japonês carregado de sotaque inglês, Anna fala fluentemente japonês e inclusive se esqueceu quase que completamente do inglês. Na verdade, Anna viveu muito tempo no país e por isso acabou se acostumando e se adaptando ao estilo de vida nipônico, sendo que constantemente se esquece que é na verdade uma legítima inglesa. No começo da série Anna tenta ao máximo esconder a sua identidade tentando se passar por uma estrangeira qualquer, mas frequentemente acaba por impulso falando em japonês e se comportando como tal. As situações na qual a personagem passará será das mais hilárias, sobretudo, quando ela sai de viagem com os seus pais, e tenta gravar um vídeo todo em inglês, que no fim é quase 100% falado em japonês.


Kate - sketchbook ~full colors~
Outra estrangeira inglesa, Kate supera fácil Lemmy e Christine Robbins no que diz respeito ao sotaque. O curioso é que a dubladora de Kate e Christine é exatamente a mesma, Yuko Goto, que anteriormente havia dublado Asahina Mikuru, no anime Suzumiya Haruhi no Yuuutsu. Kate fala japonês com um sotaque inglês extremamente carregado. Nenhuma dubladora conseguiu interpretar tão bem uma estrangeira quanto Yuko Goto. Parte das piadas feitas pela personagem tem como base um dos maiores problemas enfrentados pelos estrangeiros no Japão, o idioma. Em uma passagem do anime Kate reclama que o japonês é muito complicado pois letras como o "tsu" e "shi" no katakana parecem significar exatamente a mesma coisa. Além disso, a personagem chegou ao cúmulo de escrever o seu próprio nome em kanji. Apenas lembrando que nomes estrangeiros são escritos em katakana, não existindo um correspondente em kanji.


Christine Robbins - Itazura na Kiss
A outra personagem dublada por Yuko Goto, Christine não deixa de ter o sotaque carregado de Kate, porém em menor escala. Além disso, por ser um anime de romance Christine tem um pensamento diferente de Kate no que se refere a sua visão de mundo da sociedade japonesa. Christine vem de uma família rica, e por isso detém poder para estudar numa faculdade japonesa. Durante o anime ela se apaixonará por um amigo da protagonista Aihara Kotoko, lutando de todas as formar para conseguir o seu amor. Apesar de não ter nada de preconceituoso nas ações do amigo de Kotoko, Christine será rejeita algumas vezes por ele, levando a personagem a achar que parte disso se devia ao fato de não ser japonesa. Inclusive, fazendo Christine desejar se tornar uma nipônica.


Lemmy Miyauchi - To Heart
Amiga de classe do protagonista Hiroyuki, Lemmy veio diretamente da América, e para variar possui um japonês com sotaque levemente americanizado. A personagem marca pouca presença durante a série, e por isso fica difícil fazer um balanço geral das suas ações. Mesmo diante de protagonistas "problemáticas", Lemmy é a única que não recebe a devida atenção. Mesmo assim é possível perceber que o comportamento de Lemmy contrasta com os seus colegas japoneses, por ser uma pessoa sempre animada, falante e agitada, num estilo que tem algo de parecido com Patricia Martim, de Lucky Star. Se servir para alegrar, a menos Lemmy tem uma participação maior na side stories de To Heart, conhecida como "Remember my Memories".


Patricia Martin - Lucky Star
Aparecendo inicialmente como uma mera coadjuvante, interpretando o cosplay de Asahina Mikuru, no episódio em que Kagami, Tsukasa e Miyuki vão até o local de trabalho de Izumi Konata, Patricia começará a aparecer nos episódios seguintes. A garota se revelará uma otaku de carteirinha, sendo uma das grandes amigas de "trabalho" da protagonista e também otaku Konata. Patricia enxerga a cultura japonesa como sendo a cultura otaku. De acordo com ela, a sua missão é aprender o máximo possível sobre "cultura japonesa" e levá-la até a América. A maioria das piadas envolvendo a personagem indiretamente tem ligação com esse universo. De realmente importante, Patricia irá propor a dança de líderes de torcida do episódio final da série, que, diga-se de passagem, é um dos momentos mais marcantes do anime.
Share this post
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...

1 comentários

  1. Nem lembrava que a Martin era estrangeira... mas a Kate é ótima! Ri demais com ela, haja sotaque!

    ResponderExcluir

:) :-) :)) =)) :( :-( :(( :d :-d @-) :p :o :>) (o) [-( :-? (p) :-s (m) 8-) :-t :-b b-( :-# =p~ :-$ (b) (f) x-) (k) (h) (c) cheer

 
© Kotatsu Shinbun
Designed by BlogThietKe Cooperated with Duy Pham
Released under Creative Commons 3.0 CC BY-NC 3.0
Posts RSSComments RSS
Back to top