Assine o Feed

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Review #2: MUNTO ~Sora wo Miageru Shoujo no Hitomi ni Utsuru Sekai~


MUNTO

Leandro Nisishima

Yumemi no começo da série.

Primeira e única obra original do Kyoto Animation, MUNTO começou como uma série de dois OVAs que tiveram pouca repercussão no mercado japonês, embora mostrassem uma história promissora e um padrão de animação diferente. Apesar desse início nada promissor, o KyoAni anos mais tarde se tornaria o estúdio responsável por pérolas como Air TV, Kanon 2006, Suzumiya Haruhi no Yuuutsu, Lucky Star e recentemente Clannad e K-ON!. O ponto negativo disso tudo é que embora seja inegável a qualidade do estúdio com obras vindas de mangás, light novels e visual novels, o KyoAni nunca teve sucesso com o seu único título original, MUNTO.

Na tentativa de corrigir essa falha, o estúdio anunciou a produção de MUNTO ~Sora wo Miageru Shoujo no Hitomi ni Utsuru Sekai~. A estréia dessa série aconteceu na temporada de janeiro 2009, mas novamente a repercussão não foi das melhores, mesmo diante do atual bom histórico do estúdio. Um longa-metragem que contará toda a história da série já está em produção, porém apenas dois cinemas (um em Tóquio e outro em Kyoto) decidiram exibi-lo. Ou seja, MUNTO segue como a ovelha negra da família. Porém, essa série é tão inferior as outras?

Talvez o termo inferior não seja a melhor classificação, apesar do cuidado menor dispensado pelo Kyoto Animation a obra, MUNTO tem muitas qualidades e potencial ainda não utilizado (mesmo depois dessa terceira tentativa). O termo mais correto seria o anime "pior aproveitado" do estúdio. De qualquer forma isso não muda o fato de que a produção dessa pseudo terceira temporada caiu em várias das armadilhas que os dois primeiros OVAs também esbarraram. A principal é sem dúvida o desleixo por parte do próprio estúdio, que fez pouca questão de mudar os seis primeiros episódios do anime, que nada mais são do que recriações fieis dos dois primeiros OVAs. A única diferença é a resolução wide 1280x720, mas nada realmente grandioso.

MUNTO sofreu também da falta de empenho por parte da equipe no sentido criativo, pois esses três novos episódio já haviam sido planejados a muito tempo, e apenas foram animados sem nada de muito novo, embora permanecessem inéditos até então. Por outro lado, como a série foi encerrada com nove episódios, três a mais não fariam mal algum, e ajudariam a dar mais consistência a ótima trama, que nunca teve chance de revelar todo o seu potencial.

Outro ponto incômodo em Sora wo Miageru Shoujo é justamente as mudanças não realizadas pelo estúdio, que manteve o visual antigo dos dois primeiros OVAs. O maior problema é que a cada três episódios o anime tem uma nítida mudança visual. A primeira parte engloba o OVA 1, a segunda o OVA 2 e a última os três episódios que nunca haviam sido animados. O problema de tudo isso é que apenas a parte três conta com o novo character design e as mudanças impostas no estilo de animação. Novamente uso a palavra desleixo aqui, pois MUNTO poderia ser um remake de grande repercussão, caso tivesse o seu visual alterado desde o começo, bem como o enredo dos dois primeiros OVAs.

A terceira parte esclarece muitos pontos importantes da história, mas contrasta com as duas primeiras pelo fato de que vários termos são disparados contra os espectadores, quando podiam muito bem estar sendo revelados no desenvolvimento das duas primeiras partes. Com isso quero dizer que a maneira como o KyoAni resolveu transmitir o anime, sem mudar o seguimento da linha de história, acabou quebrando o ritmo estabelecido pelas duas primeiras partes, que eram dinâmicas, mas não deixavam de lado as explicações, algo que se fez presente demais nos três ultimos episódios.

Porém, apesar desses defeitos de produção, MUNTO conta com um enredo inspirador e muito simbólico. A história envolve Hidaka Yumemi, uma garota que desde pequena enxerga várias ilhas no céu. Yumemi é a única pessoa do mundo que pode vê-las, e até por isso o nome do anime é Sora wo Miageru Shoujo no Hitomi ni Utsuru Sekai ("O mundo refletido nos olhos da garota que olha para o céu"). Nesse mundo paralelo que somente Yumemi enxerga, está ocorrendo uma grande guerra para obter o Akuto, a energia vital das quais os seres vivos desse mundo precisam para sobreviver.

Sem grandes fontes de Akuto restando, o rei desse mundo, Munto, resolve descer à Terra e procurar uma nova fonte, que se encontra dentro de Yumemi. Apesar das discordâncias iniciais da garota em relação a ajudar Munto, no fim ela se vê necessitada e incentivada a fazê-lo, após assistir a uma simbólica travessia da sua amiga Suzume. Os três primeiros episódios tomam conta justamente dessa guerra ocorrida nesse mundo paralelo. A segunda parte começa após o fim da guerra, e mostra algumas discordâncias ainda existentes no mundo paralelo (chamado de Reino Mágico). As duas primeiras partes têm um grande enfoque no cotidiano de Yumemi, sendo que somente quando ela aceita o seu destino de vez, o que acontece na terceira parte, o anime passa a dar um enfoque maior ao Reino Mágico. Aliás, a ligação entre os dois mundos é explicada justamente nessa última parte, bem como o significado do termo Akuto.

O enredo tem vários trechos complicados, além de outros simbólicos que necessitam de certa sensibilidade para entendê-los. Mesmo sendo colocados de uma forma um tanto quanto apressada (por isso a necessidade de mais alguns episódios), a série segue num ritmo aceitável e até gostoso de se assistir. E isso considerando que nem todos os personagens dessa série são dos mais memoráveis, embora tenhamos alguns poucos bons exemplos, como a própria Suzume e Gass. No fim, essa terceira investida da franquia MUNTO novamente não foi das mais acertadas, embora o resultado final tenha sido satisfatório e superior aos dois primeiros OVAs. Apenas espero que da próxima vez o KyoAni tenha mais atenção com essa obra (isso provavelmente não deve acontecer no movie). O problema do estúdio não é nem a falta de criatividade, mas o esforço na hora de usá-la corretamente.


Yumemi no final da série.

NOTA: 5,0 - Novamente MUNTO continua como uma obra de muito potencial, mas o estúdio precisa repensar algumas passagens.


Carlírio Neto

"Drama, magia e ação: tudo em um título que
resgata antigos valores da animação japonesa..."


Yumemi.

Quando se vem à mente a expressão "resgatar velhos valores", muita coisa segue em anexo. No caso em específico do anime que será aqui comentado, é preferível denominar que sua estória faz uma ponte entre o novo e o velho, pois o elemento magia volta à ser usado da maneira como se fazia em animes dos anos 80 e 90 ( Magic Knight Rayearth que o diga ).

O anime possui um nome longo, sendo ele Sora wo Miageru Shoujo no Hitomi ni Utsuru Sekai, conhecido também pela sua forma diminuta: MUNTO. O título em questão é uma obra de autoria da KyoAni, estúdio de animação que dispensa maiores apresentações. Apesar do selo inquestionável de qualidade, trata-se de um anime cujo total potencial não foi trabalhado adeqüadamente.

Em MUNTO, você é convidado à enxergar um mundo no qual apenas a jovem Hidaka Yumemi consegue visualizar. Este mundo é um refexo da Terra que conhecemos, sendo habitada por outros seres, possuidores de grandes poderes e muita sabedoria. A Yumemi consegue ver continentes flutuantes no céu, sendo que estes grandes pedaços de terra pairando nos céus são exatamente a visão da "outra Terra", conhecida por seus habitantes como "Reino Mágico" ou, como alguns sábios denominaram, "Céus".

O "Reino Mágico" está passando por graves conflitos, pois uma preciosa energia está para deixar de existir, o Akuto. Sem esta energia, os dois mundos ( ou se preferir, as "duas Terras" ) estarão fardadas à destruição, fato este que já havia gerado um grave conflito de gigantescas proporções em épocas mais remotas, em que muito assemelhava-se à um evento apocalíptico. E por razões similares diferentes povos dos "Céus" estão em conflito, atrás de uma fonte de Akuto e também da salvação de seu mundo. Entretanto, aspirações diferenciadas fazem-se presentes por parte de um grupo de personagens...

Cabe ao rei dos "Céus", o Lord Munto, a busca para uma fonte de Akuto. E a jovem Yumemi possui tal poder. Não à toa ela pode visualizar os "Céus". Entretanto muitas passagens seguem-se, onde a Yumemi demora a com preender o todo que está em jogo. O pilar de sustentação de sua fé, que está em suas preciosas amigas, pode acabar sendo uma importante chave...

Batalhas, drama, desejos, frustrações e anseios diversos se fazem presentes em MUNTO. Estes são exemplos de características que remetem à gloriosos títulos do passado, onde a KyoAni poderia finalmente reviver com indiscutível categoria o seu único título próprio. Entretanto, nem tudo acabou sendo um mar de rosas...

O início do anime em muito assemelha-se aos OVA's lançados anos atrás, onde pouca coisa foi realmente melhorada. Após os eventos iniciais, um trabalho melhorado se faz notar, especialmente no que vier à ser observado sobre a animação e o fluxo da mesma. Pode-se dizer que o trabalho feito em MUNTO foi algo com o qual a KyoAni poderia realmente ter se saído melhor...

A estória e seus personagens cativam de forma extraordinária, principalmente ao se levar em consideração o fato do pequeno número de episódios, e que várias pontas deixadas em aberto nos OVA's foram nesta série televisiva sanadas. A música de abertura é digna o bastante de respeito, e a própria animação desta opening mostra, se não todos, vários dos elementos presentes em MUNTO.

Lord Munto.

NOTA: 7,0 - A nota seria muito maior se a KyoAni tivesse cuidado melhor de sua obra particular.
Share this post
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...

2 comentários

  1. A ordem fica , as 2 ovas , os episodios e o filme ?!?! respondam !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações

      Este blog está descontinuado, jovem...
      Mas talvez tenhas uma resposta para a pergunta aqui: http://www.netoin.com/2010/02/magia-acao-e-drama-conheca-o-universo.html


      Até mais!

      Excluir

:) :-) :)) =)) :( :-( :(( :d :-d @-) :p :o :>) (o) [-( :-? (p) :-s (m) 8-) :-t :-b b-( :-# =p~ :-$ (b) (f) x-) (k) (h) (c) cheer

 
© Kotatsu Shinbun
Designed by BlogThietKe Cooperated with Duy Pham
Released under Creative Commons 3.0 CC BY-NC 3.0
Posts RSSComments RSS
Back to top